É tempo de greve…

A prefeitura de Florianópolis fica na rua onde trabalho, na quadra ao lado. Hoje saio em meio a tarde para ir à padaria e me deparo com uma multidão de pessoas, com semblantes alegres, umas indo lanchar na padaria, outras conversando e gargalhando em pequenos grupos espalhados pela rua, e mais a frente, em meio à massa, alguém gritava no megafone. Era uma manifestação de greve dos professores.

greve-unifesp-607x434

É impressionante como as pessoas conseguem se mobilizar em grandes manifestações (mesmo que só estejam presentes em corpo físico) quando a causa mexe em seus bolsos. Todo ano é a mesma coisa, o transporte público, os professores, os bancários, até mesmo o judiciário… todos entram em greve. “Greve branca”, greve negra, colorida, todo tipo de greve. Mas as pessoas são tão passíveis à corrupção e à tudo que o sistema impõe que nem sequer sabem ao certo SE, e ONDE estão sendo lesadas pelo mesmo.
Pois se fizessem um esforço mínimo para refletir à respeito, ficaria claro que a situação é grave e digna de greves intermináveis até que muita coisa fosse revista pelos órgãos públicos, e nada, absolutamente nada mexe mais no bolso do cidadão que os impostos abusivos e sem retorno que pagamos todos os anos ao Estado. Mas é mais fácil tirar uns dias de folga e ir na porta da prefeitura brigar por um aumento no salário, aliás, a maioria que ali se encontra, de corpo presente, não precisa fazer muito esforço pra que a greve aconteça, isso fica à cargo do sindicado da categoria.

Os políticos aumentam seus próprios salários em até 60% como aconteceu recentemente, e o povo também quer aumentar o seu, os que trabalham para o poder público fazem paralisações, os demais estão tão atordoados em busca de se profissionalizarem e subirem de cargo, ganharem uma promoção ou um novo emprego, que nem se lembram da política e nem se importam com impostos, inflações e corrupção. O restante… Bom! O restante é a grande maioria, que por ignorância ( e não burrice) não se preocupa muito em ganhar mais, nem mesmo em reivindicar seus direitos. Um aumento todos querem, mas o comodismo é a grande virtude do povo brasileiro, é inclusive daí que surge toda a hospitalidade e alegria do nosso povo, é sempre mais fácil achar um jeitinho de se virar com a situação presente que mover-se afim de muda-la.

Cada um em busca do seu, assim caminha o Brasil. Amanhã é feriado, nem adianta tentar falar sobre nada disso com ninguém. Depois de amanhã a greve deve continuar, os professores querem o seu, os alunos estão sendo prejudicados? Sim, bastante, o que já é ruim fica pior quando nem mesmo o ruim existe. Mas os alunos também querem o seu, os últimos dias de sol antes do frio chegar pedem praia. Os empresários querem o seu, os funcionários também, os motoristas querem um lugar à frente, não vão dar passagem nem que isso custe um acidente. Os policiais querem o seu, não vão perdoar o mendigo faminto, o mendigo quer o seu, vai roubar o garoto rico indefeso. Assim vão, passando uns por cima dos outros. sem dó e sem piedade… Opa! Quer dizer, dó e piedade todos tem não é mesmo? Todo mundo tem um discurso pronto na ponta da língua que justifica qualquer atitude, já que sujo não fala de mal lavado, cada um que coloque sua viseira e siga seu caminho.

OBS: É claro que a greve dos professores tem seus fundamentos, estão reivindicando algo que provavelmente deva ser aumento salarial, e todos nós sabemos que nessa tecla eles têm que continuar insistindo em bater. A mudança da sociedade se encontra na educação, a causa de todos os problemas sociais é a educação, ou falta dela. Torço para que os professores consigam aquilo que reivindicam.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s